Voltar
Title News
Dicas

Fluxo de caixa: 5 passos para um controle eficiente de gastos

Administrar qualquer negócio é uma tarefa que demanda conhecimento em inúmeras áreas, principalmente a área financeira. Organizar o fluxo de caixa de uma empresa é imprescindível para a sobrevivência dela. Elementos como contas a receber, contas a pagar e possíveis dificuldades no caminho são a base da condução de qualquer fluxo de caixa de sucesso.

Não sabe por onde começar? Não se preocupe! A Verocard listou cinco passos para você aprender a organizar o fluxo de caixa do seu negócio. Confira:

1. Defina metas realistas

Visualizar onde você deseja estar financeiramente é o primeiro passo para a organização do fluxo de caixa. Anote suas metas financeiras de acordo com o que você acredita ser alcançável no momento. Mas não deixe de pensar em metas desafiadoras, também. Para esse tipo de metas, defina um tempo limite de execução e avalie pontos como compromissos financeiros futuros, obrigações de curto prazo, dívidas e ativos existentes e rendimento provável.

2. Analise o fluxo do seu capital

Gerencie toda a quantia que entra na empresa e verifique o que é gasto. Esse tipo de informação é importante na hora de tomada de decisões como investimentos, empréstimos, redução de custos e gastos.

3. Considere custos x receita

Entender o quanto você gasta e comparar esse valor com o quanto você tem de receita permite que você tenha noção sobre o seu potencial de economia. O ideal é minimizar os custos em relação a sua renda e, a partir daí, estabelecer um cálculo que permita a redução de dívidas e a geração de fluxo de caixa positivo.

4. Mantenha uma quantia em reserva

Déficits em caixa acontecem a qualquer momento, e a sobrevivência de qualquer empresa depende de como o empreendedor conseguirá lidar com esse tipo de problema. Manter uma reserva antes de começar qualquer negócio é o ideal para contornar essas deficiências. Tal reserva é conhecida como capital de giro, e irá auxiliá-lo a evitar que a organização financeira da empresa seja abalada.

5. Trabalhe com planilhas automatizadas de fluxo de caixa

Organizar o fluxo de caixa fica muito mais fácil com a utilização de planilhas. Automatizar tarefas e processos facilita o gerenciamento de dados, evitando perdas de cálculos e auxiliando na atualização de todo o tipo de controle. Também é possível projetar fluxos de caixa futuros com base em históricos de planilhas anteriores, o que significa economia de tempo e mais foco para a situação presente.

E aí, gostou das nossas dicas? Continue ligado em todas as notícias aqui, no blog da Verocard.